Rubrica Semanal - Semana da Abóbora


Existem vários tipos de abóbora, já agora sabiam que a abóbora é um fruto????

Pepo - variedades mais conhecidas são as porqueiras (várias) e as aboborinhas (courgettes). Talvez a mais difundida e antiga entre nós.
A sua origem é a região do México até aos Andes.
Muito utilizadas na alimentação humana e animal como o nome de algumas implica, de igual modo as sementes também são salgadas e consumidas como acepipes. As plantas da espécie pepo são de um vigor excecional, podendo atingir vários metros de comprimento, necessitando de espaço para se poder desenvolver na plenitude. Os frutos apresentam-se em diversas formas, as mais comuns, a redonda achatada e a alongada, ambas podem ser lisas ou com gomos, algumas variedades cobrem-se de numerosas protuberâncias.

Abóbora Italiana ou Abóbrinha
Abóbora Libanesa ou Courgette

Maxima - variedades mais conhecidas: menina, pau e okaido. Originária do norte da Argentina e vales abrigados do norte da região Andina
A abóbora maxima é a espécie com maior variabilidade de todas, tanto no tamanho, como na forma e cor dos frutos; enquanto algumas variedades não vão além de um quilo, outras há com proporções gigantescas, as cores também divergem, do laranja vivo ao cinzento claro, verde-escuro, listadas ou uniformes. As formas são na maior parte arredondadas, umas achatadas com alguns ou muitos gomos, as maiores tendem a ser quase esféricas com a base achatada e casca lisa. A polpa é de um laranja vivo e noutras variedades amarela, geralmente doce e de textura firme.

Pau

Menina
Abóbora de Pescoço ou Abóbora Seca
Abóbora de Pescoço ou Abóbora Seca
Ela é a maior chegando a pesar cerca de 15 kg, com casca verde escura com zonas alaranjadas. Essa abóbora é fibrosa e bastante húmida, sendo óptima para pães, doces, salgados e também em saladas quando ralada muito fininha. (Esta é a ideal para fazer o tradicional doce de abóbora)

Abóbora Japonesa ou Cabotia
Abóbora Japonesa ou Cabotía

Essa espécie é bem seca, uma mistura da abóbora de pescoço com a moranga, ela é usada principalmente para pratos salgados, purés e nhoques.

Moschata variedades mais conhecidas - gerimum, mogangas (morangas no Brasil) 


Moranga
A origem desta espécie varia entre o México e a América Central.
Têm frutos de variadíssimas formas, as mais comuns vão do redondo achatado ao oblongo mais ou menos comprido e largo, lisas ou com gomos, pouco variável na cor, quase sempre castanho alaranjado, a polpa é de um laranja vivo, espessa e textura firme, presta-se à confeção de doces e compotas. 

Como planta é a menos robusta das espécies usadas, porém ramifica fortemente e é muito produtiva.
Gerimum






Gila
Gila
Para além destas três existe ainda outra conhecida abóbora, a gila ou chila.
É da espécie ficifolia, menos cultivadas que as anteriores e utilizada quase exclusivamente na confeção dos doces e compotas.

É uma planta de grande vigor e hábito trepador, produzindo numerosos frutos se lhe fornecerem espaço adequado.
Os frutos de cor verde sarapintados de branco tem uma casca fina e rija, a polpa branca é filamentosa e as sementes ovais arredondadas, planas com cor cinzenta e negra e em grande quantidade por fruto, os quais tem um grande poder de conservação, podendo chegar aos dois anos.
Carneira
Carneira
Resta mencionar uma última abóbora, embora de outro género.
É mais propriamente uma cabaça, e conhecida por vários nomes como carneira, água e carne, sendo utilizada exclusivamente para doces e quando cristalizada é um dos ingredientes do bolo-rei.
O nome botânico desta planta é Lagenaria siceraria e goza de grande vigor, sendo trepadora por natureza.
Os frutos são numerosos e podem atingir metro e meio de comprimento, estreitos, de forma cilíndrica, cor verde-claro e casca fina.

A polpa é branca e gelatinosa.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mexidos de Natal ou Formigos

Bolo de Lentilhas com Creme de Abacate

Biscoitos de manteiga