quarta-feira, 13 de junho de 2018

Bolas de Berlim e donuts


Estas bolas de berlim , só de olhar fizeram furor, claro está tive de as fazer.
Receita super simples e bastante rápida se fizermos a massa ao mesmo tempo do jantar, a massa leveda enquanto jantamos e depois do jantar temos umas bolas de berlim acabadinhas de fazer para a ceia.
Que me dizem arriscam????

Como quis fazer experiências, decidi fazer também uns donuts, mas, no dia seguinte.
Deixei a massa cortada com o furo no meio, bem fechada com película aderente no frigorífico até ao dia seguinte de manhã para ter uns donuts fresquinhos de pequeno almoço.
Tenho a dizer que a experiência não correu como pensava, os donuts mesmo acabados de fritar ficaram muito rijos nada fofos, deve ter sido por levedarem demais.
Em contra partida as duas bolas de berlim que sobraram do dia anterior já fritas ficaram uma maravilha no dia seguinte, muito fofas.
Quanto ao creme fiz exactamente ente, mas não ficámos fãs porque não achamos doce e sabia a papas de milho (aquelas que se fazia antigamente com maisena e leite) mas nem por isso as minhas bolas ficaram estragadas, nem os donuts foram para o lixo, foi tudo comido.

Mais um aparte adorei a parte em que esticamos a massa e cortamos com um cortador ou um copo, quando vamos a fritar é realmente mais prático e não queima nem fica cru por dentro, como me aconteceu com as outras bolas que fiz como ficaram muito "grossas" queimaram por fora e ficaram cruas por dentro.
Estamos sempre a aprender.

Aqui voz deixo a receita original da massa e do creme.

INGREDIENTES para a massa:
450 gramas de farinha T65
50 gramas de açúcar
15 gramas de fermento fresco de padeiro
1 colher de chá de sal fino
25 gramas de manteiga amolecida
225 ml de leite morno
1 ovo
Óleo para fritar

Para o creme:
500 ml de leite
2 ovos inteiros
100 gramas de açúcar
50 gramas de maizena
Casca de 1/2 limão

Para polvilhar:
100 gramas de açúcar
1 colher de sopa de canela

PREPARAÇÃO
Comece por preparar a massa, misturando o açúcar com o leite morno, a manteiga e o fermento.
Coloque num recipiente amplo a farinha. Forme uma cavidade no centro e adicione os restantes ingredientes. Misture com uma colher de pau.
Adicione o ovo e o sal e misture.
Transfira a massa para a bancada de cozinha e trabalhe, com as mãos, ou com a batedeira, durante cerca de 10 minutos, até obter uma massa brilhante e elástica. Evite adicionar mais farinha.
Pincele um recipiente com um pouco de óleo. Coloque a massa, envolva com película aderente e depois com um pano e deixe levedar até duplicar o volume inicial.

Entretanto, prepare o creme:
Misture, numa taça, a maizena, o açúcar, os ovos inteiros e cerca de duas colheres de sopa de leite.
Leve o leite restante ao lume, juntamente com a casca de meio limão.
Assim que o leite ferver, retire a casca de limão, e verta sobre o preparado anterior, sem parar de mexer.
Volte a colocar tudo no tacho e leve ao lume, sem parar de mexer, até engrossar. Retire para um recipiente, cubra com película aderente, que deverá ficar em contacto com o creme para evitar a formação de uma crosta, e leve ao frio.

Quando a massa tiver atingido o dobro do volume inicial, verta-a sobre a bancada previamente polvilhada com farinha. Espalme, com as mãos ou com um rolo de cozinha, até obter cerca de 1,5 cm de espessura.
Com um corta-massas ou outro utensílio redondo, como um aro, com cerca de 5 cm de diâmetro, corte porções de massa, deverá render umas 12 a 15 unidades (as minhas ficaram exageradamente grandes e depois não tive desculpas para comer mais de duas 🤣).
Coloque cada círculo de massa, cuidadosamente, sobre quadrados de papel vegetal. Esta técnica dos quadrados de papel vegetal facilita o manuseamento na hora de fritar.
Tape com um pano e deixe repousar durante cerca de meia hora, até que os círculos cresçam mais um pouco.
Aqueça um tacho ou frigideira funda com cerca de 5 cm de óleo. É importante colocar bastante óleo. Reduza o fogo para a potência média e frite as bolas durante cerca de dois minutos de cada lado, até que fiquem douradas. Se o fogo estiver demasiado quente irão ficar escuras por fora e cruas no interior; pelo contrário, se o óleo não estiver quente o suficiente, irão ensopar na gordura.
Depois de fritas, escorras as bolas em papel absorvente e passe-as, ainda mornas, pela mistura de açúcar e canela.
Com a ajuda de uma faca de serra ou de uma tesoura, abra uma "boca" nas bolas, ou seja, como se fosse preparar uma sandes, mas sem soltar os extremos. 
Coloque o creme dentro de um saco pasteleiro, ou mesmo com uma colher, recheie as bolas


Para os donuts, cortei a massa com um copo na mesma e a parte central com o bico do saco d pasteleiro, coloquei com película aderente no frio e no dia seguinte fritei.

O creme que usei foi uma clara batida assim que fica com espuma acrescenta-se açúcar em pó até ficar com a consistência desejada, colocar em cima dos donuts já frios e enfeitar com açúcar colorido.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito