sexta-feira, 1 de junho de 2018

Massa Brioche













Do livro da Rita Nascimento que adquiri na feira do livro, autografado por ela, Uma Pastelaria em Casa, tem tudo o que eu adoro e de maneira super fácil de fazer, escusado será dizer que irei fazer muita coisa se não o,livro todo.

Adorei esta massa porque diz lá que depois de levedar, amassamos e colocamos no frio, e, dura  até 20 horas, a minha ideia era fazer para no dia seguinte de manhã servir umas waffers acabadas de fazer, e uns paolicão morninhos.

Adoro as ideias em que a mesma massa se pode fazer muitas receitas diferentes, como por exemplo com a massa brioche eu fiz Pãolicaos, Waffers e Pães de Leite.

Pronto vou-vos contar a minha peripécia, sim comigo e com as receitas que quero muito fazer é sempre assim, mas consegui salvar tudo e ficou maravilhoso então imaginem se não me tivesse enganado? Teria que ter feito mais e mais massa pois ainda comiamos mais.
Mas ficámos bastante saciados com estas iguarias.

As receitas originais eu vou escrever mas eu enganei-me e não posso dizer ao certo a medida da farinha, o leite sei pois foi aqui que me enganei, e chamo a atenção para isso, já fui á farmácia comprar uma seringa daquelas para dar comida aos animais bébes que tem as medidas em ml, ou seja já não me vou enganar mais.

Ingredientes:

200 Grs farinha tipo 65 (usei tipo 55) + 75 Grs caso necessário (usei imensa)
30 Grs de Açúcar
1/4 C. Chá de sal fino
12 grs de fermento de padeiro fresco (usei em pó 2 grs)
25 ml de leite (aqui foi onde errei muiiiiito coloquei 250 ml)
2 Ovos
100 Grs manteiga amolecida

Modo de preparação:

Aquecer o leite amornar mesmo desfazer o fermento de padeiro e juntar os ovos batidos.
Na taça do robot colocar a farinha só as 200 grs, o sal, e o açúcar, juntar os líquidos e bater, assim que já estiver batido juntar a manteiga amolecida aos poucos, sempre a bater, caso veja que é necessário colocar mais um pouco de farinha é por isso que a receita tem as 75 grs.

(Aqui foi onde falhei coloquei 250 ml de leite a massa ficou extremamente liquida depois de colocar a manteiga comecei a colocar colheradas de farinha até que me apercebi do meu erro, deixei que a massa ficasse não muito rija ficou peganhenta, mas mesmo assim coloquei a levedar e levedou, talvez devesse ter colocado mais fermento mas também não me lembri, depois não amacei muito e fiz as bolas para os waffers e coloquei no tabuleiro para os pães, deixei repousar mais um pouco depois cozi, não deixei no frio porque como a massa estava peganhenta tive medo que se estragasse, tive de cozer logo, mas no dia seguinte ainda estavam maravilhosos)


Colocar numa tigela polvilhada com farinha para levedar, tapar e reservar em lugar quente durante 1 a 2 horas depende da temperatura ambiente.
Passado esse tempo amassar novamente e levar ao frio, aqui pode ficar até 20 horas, mais a Rita não aconselha pois pode ficar a saber muito a fermento.
Retirar moldar bolas e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal, deixar levedar durante 1 hora mais ou menos.
Para os pães de leite usei o tabuleiro da Metalúrgica Bakeware Produtions, SA próprio para pães de leite, coloquei e levei ao forno cerca de 30 minutos.
Os pães de leite deviam ter sido barrados com gema de ovo em cima, não o fiz, os pãolicao também.
Assim que retirei do lume com uma colher de pau, o cabo, fiz um buraco em 3 para com um saco (era para ser de pasteleiro mas não tinha, usei um saco normal e cortei uma das extermidades) recheei os pãolicaos com creme de avelã caseiro.


Deixei 3 normais para depois poder colocar o que nos apetessece.
Para as waffers, diz lá que as waffers belgas têm a característica de ter pedaços que fica tipo caramelo, pois esse efeito é feito com açúcar perolado, na falta deste poderíamos usar cubos de açúcar e na falta deste que foi o meu caso usei mesmo açúcar normal, nas bolas que fiz coloquei enquanto amassava bastante açúcar na esperança que ficasse algo de jeito.  e ficou, deixei repousar durante 1 hora e coloquei as bolas de massa na máquina, ficaram só vos digo FANTÁSTICAS. tenho a certeza que com os cubos de açúcar ficariam melhores mas adorámos e iremos repetir com certeza claro que com a massa bem feita, para poder fazer logo pela manhã quentinhas....
Comemos com creme de avelã caseiro e outras com caramelo salgado que já tinha no feito e guardado no frio.
Foi um regalo.





Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito





OBS: Refeitas feita em parceria com A Metalúrgica Bakeware Produtions, SA