quinta-feira, 27 de abril de 2017

Peripécias de uma Páscoa na terra - Folar 5 Minutos; Massada Bacalhau; Pataniscas Bacalhau



Antes demais, espero que tenham tido uma Páscoa Feliz.

Bem quem me segue já percebeu que em épocas festivas de vez em quando vamos até á terra (Castelo Branco), e por lá..... ui é sempre uma aventura a nivel de tudo.... aprendo muito é bem verdade e aprendemos todos a "desenrrascar". O ar é do melhor que há, as crianças andam bem mais á vontade mas mesmo assim.

Bem desta vez, trouxe tudo o que os meus sogros me ofereceram (desde que tenho este blog, que tenho aprendido muito em especial a armazenar os alimentos e aproveitar tudo o que é possível.

Vou tentar contar uma história, depois publico as receitas com os detalhes ok?

Bem comecemos, todos nos esquecemos que sexta feira era dia de peixe, menos os meus sogors, claro que torcemos o nariz, mas como a minha sogra é uma querida disse que tinha bacalhau, assim todos podiamos comer certo?, perguntou como queriamos, com couves, grão e eu disse logo deixe que eu faço (mal sabia onde me estava a meter, mas enfim), perguntei ao marido e ao cunhado que foram unanimes a escolher massada, mas o cunhado deu a ideia que em vez de cozer o bacalhau e desfiar cortar aos cubos, (primeiro precalço), ora sem tábua......
Fomos descobrir um chaveiro pequeno mas estava a resolver o problema até que reparámos que a tinta estava a sair, ai, ele colocou papel absorvente para cortar. (pronto primeiro ponto resolvido).
Chegou a hora de fazer a massada, (quem me segue sabe que sempre que posso compro feito, ou então ingredientes que me facilitam a vida em muito, tipo clados knorr, polpa tomate, sopas instantaneas, para temperar essas coisas que para mim existem sempre, raladores, batedeiras, varinha mágica, descascador de cenouras, essas coisas que nos facilitam a vida em muito, e, que aqui na terra quase nem conhecem :( enfim... )
Procurei um tacho grande e uma colher de pau, bem como podem ver o tacho é grande mas a colher era a maior que havia, (tenho de lhe oferecer uma coisas)

Coloquei num tacho, cebola picada á mão (claro, assim com alguns cortes nos dedos), com um pouco de azeite e alhos (esmagado á murrada), deixei ferver um pouco e... quando me lembrei que não havia polpa de tomate, (segundo precalço), disseram loga aos gritos isso não presta está aqui tomate põe este que fica melhor, pois sim lá teve de ser, (não gosto das peles nem das sementes na comida e por isso estava a fazer-me confusão, assim como gosto de um pouco de cor e o tomate não deixa tanto como a polpa) lá coloquei 3 tomates (pensei que chegava, mas não tinha cor nenhuma, fui colocar mais 3 e depois mais 3 e quando me apanharam gritaram: isso é tomate a mais assim só vai ficar a saber a tomate e vai fazer azia, pronto so consegui colocar 7 no total, cor... como podem ver nas fotos quase nenhuma.
Depois veio a parte em que comecei a ver as peles e as sementes, fui perguntar o que podia fazer, (em casa já tinha resolvido com a varinha mágica, mas aqui, pensava eu, não há) vei de lá a sogra com a varinha e disse, já comprei para passares as sopas dos meninos, nós não gostamos de sopas passadas mas como para eles é melhor... (SALVAÇÃO) passei os tomates todos e virou sopa, (sim o tomate tem muita água sabiam?????), tentei que fervesse mas...., coloquei duas metades de pimentos (que havia no congelador), uma folha de louro e os bocados de bacalhau que tinham mais espinhas (porque o meu cunhado disse o bacalhau coze rápido coloca esta parte das espinhas para dar sabor e depois a massa, quando esta estiver colocas os bocados do bacalhau), assim fiz.
Não precisou de mais água (talvez pela água que o tomate deixou). Polvilhei com salsa no fim.
Não é que ficou saboroso? Nunca pensei sem polpa de tomate e ficou bom que sei lá, comemos tudo.

Com o que sobrou do bacalhau (sim achavamos que era muito, mas se tivessemos colocado tinha ido todo de tão bom que ficou), cozi para fazer pataniscas (à minha maneira, acreditam que ninguem sabia o que eram pataniscas?), foi o jantar com uma salada de alface, tomate, cenoura e salsa, (terceiro precaço) para ralar a cenoura teve que ser com a fac não existe ralador aqui, a sogra ainda queria que cortasse as rodelas, mas sem tábua, preferi ralar com a faca, passando várias vezes a faca sairam uns pedacinhos que nem ralado era mas... o que se arranja.

Para as pataniscas aprendi (sim aqui também se aprende) que se fritarmos numa frigideira rasa com pouco óleo elas ficam maravilhosas.

Então cozi os restos de bacalhau que tinham sobrado do almoço, e desfiei, juntei ovos farinha e leite até ficar uma pasta não muito grossa nem muito fina, cortei um pouco de salsa, eu costumo fazer na frigideira das batatas fritas, uma funda com cerca de 1 litro de óleo, mas, aqui não existe e então fiz numa rasa com pouco oleo e, para meu espanto não ficaram uns ET`s como costumam ficar e foi bem fácil de fritar.

Depois vamos ao folar de 5 minutos, li algures na net que podiamos juntar os ingredientes secos de uma receita e colocar num frasco (quando vi era para oferecer tipo prendas, mas deu-me muito jeito para transportar para a terra, lá não há balança ehehe), era só juntar 1 iogurte e 40 Grs de margarina, que também levei embrulhada em papel de aluminio (duas separadas porque fiz dois folares), então foi só derreter a manteiga, juntar 1 iogurte e misturar "os pós", mexer um pouco fazer a forma de folar e colocar um ovo no centro.


Tudo correu bem, eu sabia que existia o forno porque já tinham arranjado, o que não sabia... é que queimava tudo.
Coloquei papel vegetal que também levei, num tabuleiro e coloquei no forno, era para ser cerca de 25 minutos, mas forno a gás não tem temperatura, coloquei no minimo.
Passado uns minutos cheirava a queimado no quintal, fui ver, estava queimado a parte debaixo mas ainda não estava cozido, o meu cunhado disse para apagar e deixar que acabava de cozer, assim fiz, mas depois de estar frio fui ver e... ainda estava encruado, voltei a ligar o forno sem conseguir resolver, estava delicioso, comemos assim mesmo.

Estas foram as peripécias na cozinha, depois foi a parte de vir embora, querem levar isto? e aquilo? Logo decidi que queria tudo.

O meu sogro foi apanhar folhas de cove, tive de aprender a cortar para caldo  verde é a unica maneira onde as como.


Sentado no banco de pedra da rua com uma placa de esferovite nos joelhos lá me desenrrasquei, nada mau, demorei cerca de 1 hora (eram muitas couves)

E Limões querem? Claro que sim, então descasquei uns quantos, retirando só a parte amarela da casca, que coloquei num saco para depois congelar, e assim fazer receitas que levem a casca do limão, os que estavam descascados quando cheguei a casa fiz sumo e coloquei naqueles sacos de cubos de gelo, para usar quando precisar. Os outros estão na fruteira.
Estou a ficar esperta certo?????

Desculpem o testamento mas.....